Congresso ISWA dá início às discussões sobre reciclagem inclusiva

  • A Iniciativa Regional para a Reciclagem Inclusiva (IRR) participa, pela primeira vez, do Congresso Mundial da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA), que está sendo realizada em São Paulo (de 8 a 11 setembro).
  • ISWA dirige um olhar para a reciclagem inclusiva, dedicando um painel de debates para a Iniciativa Regional para a Reciclagem Inclusiva.
  • A IRR contou com a presença de diversos especialistas em reciclagem, tais como Ricardo Valencia, Diretor Estratégico da IRR; Peter Cohen, Especialista Social / Consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID); e Severino Lima, representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR).
  • Durante o painel foi debatida a mudança de paradigma na gestão de resíduos na América Latina, com destaque para o aumento das políticas de reciclagem inclusiva em todas as áreas e setores.
  • Há mais de 4 milhões de recicladores / catadores informais na América Latina e no Caribe.

São Paulo, 11 de setembro de 2014.A Iniciativa Regional para Reciclagem Inclusiva (IRR) participa, pela primeira vez, do Congresso Mundial da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA), que está sendo realizada em São Paulo. A presença da IRR na maior conferência mundial sobre a gestão de resíduos revela o aumento de políticas de inclusão dos recicladores / catadores nos sistemas de gestão de resíduos em todo o mundo.

Durante o Congresso intitulado “(Re) Descobrindo um Mundo Novo: soluções sustentáveis ​​para um futuro saudável”, a comunidade internacional do setor de reciclagem discute ideias, integra soluções e desenvolve uma visão comum para um futuro sustentável por meio de exposições científicas e fóruns com os principais especialistas do mundo na área. Estas soluções incluem a voz dos recicladores / catadores informais na América Latina e Caribe, e as políticas de reciclagem inclusiva.

Participação da IRR no Congresso Mundial ISWA

Durante o painel sobre reciclagem inclusiva, além de Ricardo, Peter e Severino, participaram diferentes especialistas sobre o tema, como Antonis Mavropoulos, responsável pelo desenvolvimento do ISWA; Mateus Mendonça, representante da consultoria de projetos sociais Giral; e o artista Thiago Mundano, criador do projeto Pimp My Carroça. O tema central da discussão foi a mudança de paradigma que está ocorrendo na América Latina e no Caribe em termos da importância das políticas de reciclagem inclusiva, tanto por parte do setor público, com o aumento do investimento por parte de vários governos da região, quanto por iniciativa do setor privado, com as empresas e associações cada vez mais interessadas em incluir os recicladores em seus planos de gestão de resíduos.

De acordo com Severino Lima, representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), todo reciclador tinha vergonha de dizer que era catador de lixo. “Temos enfrentado muitos desafios para conscientizar a população sobre a importância dos recicladores. Não é uma luta fácil. Os recicladores merecem ser tratados como protagonistas na sociedade, não como coadjuvantes”, defende, reforçando que é papel de todo cidadão contribuir com a reciclagem, não apenas esperando o reciclador passar para entregar os materiais recicláveis a ele, mas, sim, levando os recicláveis às cooperativas mais próximas de sua casa ou trabalho.

Para Ricardo Valencia, diretor estratégico da IRR, os recicladores são vistos como pertencentes à economia informal, mas como se estivessem à margem da sociedade. “São os recicladores que subsidiam os custos que deveriam ser pagos por outros setores da sociedade. Imagine que ao coletar uma tonelada de materiais recicláveis, eles só recebem cerca de R$ 100,00. Esse sistema precisa ser revisto”, afirma.

Segundo Peter Cohen, especialista social / consultor do BID, a categoria “trabalhista” de catador é diferente de todas as outras. “Eles são trabalhadores, mas não são vistos como tal. Temos que mudar a forma como isso é pensado socialmente no mundo. Para isso, trocar experiências é fundamental, tanto entre os recicladores quanto entre as associações e governos”, conclui.

Sobre a participação da IRR no Congresso Mundial da ISWA, Ricardo Valencia, Diretor Estratégico da Iniciativa Regional para a Reciclagem Inclusiva (IRR) destaca que: “A IRR procura trabalhar com os recicladores, governos nacionais e municipais, e o setor privado. O objetivo é integrar os recicladores da América Latina e Caribe ao mercado formal de reciclagem e melhorar a sua situação econômica e social, razão pela qual a visibilidade desses projetos em um fórum tão importante como o Congresso Mundial ISWA é fundamental”.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *